quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

LA COLLEZIONISTA: A beleza natural e o passado recodificado inspiram ‘Belas e Feras’











Em um mundo onde a natureza selvagem se encontra ameaçada, a La Collezionista busca a aproximação com a natureza bruta, livre da sofisticação óbvia. Desta forma, a marca procura no natural a beleza clássica e calma, e ao mesmo tempo rude e agressiva. Para as estações primavera e verão 2016-2017, resgata a inspiração no Humanismo, um período na história onde parâmetros foram revistos. Homem, natureza e as artes passaram a ter seus valores redimensionados, estreitando a conexão entre o natural e o belo.

No tema, “Belas e Feras” se encontram e se harmonizam neste novo plano de busca. Reinterpretando códigos e ícones naturais, quatro elementos interagem para evocar magia, singularidade e alegria numa história não linear: serpentes, abelhas e medusas encontram o feminino, a Bela. Esses elementos se incorporam aos sapatos, na construção, nos detalhes e na mistura de materiais e cores. A coleção busca agregar valor à dimensão humana, individualizando e unindo o novo a técnicas ancestrais.
Foram utilizados elementos marcantes, tanto nas construções quanto nos cabedais: formas curvilíneas e tubulares desestruturadas, viras e debruns bicolores elaborados. Nos materiais, misturam-se o natural e o tecnológico, além de técnicas manuais de pintura e bordados, onde o antigo encontra o contemporâneo.
Na escolha das matérias-primas, destacam-se superfícies nobres, como a pelica de cabra, além da manta de enguia e do python com pintura à mão em cores tênues, e, ainda, o verniz amassado, estampas animalier, tramas de couro e tecido ecológico. Nos acessórios, há espaço para os lúdicos chatons em resina modelada à mão e aros metálicos em estampa de serpente. Como base das construções, foram utilizados solados de couro, versões trabalhadas em borracha tratorada, reciclada e sizal com látex.
            Mule cowgirl, peep toe, sandálias em saltos médio e alto, sandália anatômica, ballerina e o slip on se sobressaem entre as modelagens da coleção. A presença da artesania se faz marcante nas históricas e rústicas espadrilles espanholas com bordados temáticos.
 Elementos:
 A Serpente como símbolo de renovação, de novos valores e da transmissão de novos e antigos conhecimentos, reforça a proposta do resgate de tradições. Com a necessidade atual de se repensar o significado de "luxo”, o trabalho cuidadoso e a experiência de artesãos ganham um novo valor. As cores são profundas e ao mesmo tempo reconfortantes, trazendo referências de uma tradição ancestral.
 A Abelha é um tema lúdico e emocional. Salienta um ar doce e sonhador que foca na leveza, no positivo, nas pequenas e grandes alegrias da vida cotidiana, no amor e nos momentos de despreocupação. Numa forma de autoexpressão da natureza, a cartela contém uma mistura de tons e pigmentos vibrantes em bordados florais.
A Medusa, vista na mitologia grega como ícone de beleza e malevolência, inspira com sua aparência cintilante e bailarina. Formas e texturas molhadas, transparentes e refletivas sugerem a fusão da criatura e dos movimentos do mar. As cores se movem entre a superfície e as profundezas, com destaque para tons de prata, dourado, preto e branco.
A Bela fala do feminino, do gestual curvilíneo, da beleza clássica, natural e autêntica. A pele pálida com o toque macio da pelica e da camurça em tons neutros e pastel, culminando com o preto mais profundo, dá um toque refinado e contemporâneo ao tema.

La Collezionista
(31) 2535-5254
http://lacollezionista.com